General britânico alerta NATO para um ataque russo

Porochenko diz ter provas da ajuda do Kremlin a atiradores na Praça Maidan.

Enquanto o cessar-fogo era ontem novamente violado nalgumas zonas do Leste da Ucrânia, o número dois das forças da NATO na Europa, o general Adrian Bradshaw, alertou que a Aliança Atlântica deve preparar-se para um assalto em grande escala da Rússia num Estado membro do Leste.

"A Rússia pode acreditar que as forças convencionais que ela mostrou poder mover em pouco tempo - como vimos nos exercícios que precederam a anexação da Crimeia - podem, no futuro, não só serem usadas para intimidação mas também para anexar território da NATO", declarou o general britânico Adrian Bradshaw, número dois no comando das forças armadas da NATO na Europa.

Leia mais no epaper ou na edição impressa do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG