Watkins pediu a fã para abusar da filha de dez anos

O vocalista dos Lostprophets terá aceite fazer de DJ na festa de aniversário da menina, mas só se pudesse ter relações sexuais com a criança. Chegou a sugerir ter uma bebé com a fã para a criar e violá-la.

O Daily Mail publica mais pormenores sobre Ian Watkins que no mês passado deu-se como culpado de 11 das 24 acusações de que era alvo, entre elas os atos sexuais com um bebé de um ano.

Segundo o jornal inglês, o vocalista dos Lostprophets tentou convencer uma fã - que convidava frequentemente para assistir aos concertos da banda e com quem tinha relações sexuais - para o deixar abusar da filha de dez anos. A fã contou, citada pelo Daily Mail, que pediu para que Ian Watkins fizesse de DJ na festa de aniversário da filha e este respondeu que o faria se pudesse ter relações sexuais com a menina.

A mesma mulher refere que o vocalista da banda do País de Gales pediu, através do computador e enquanto se masturbava, para que a criança de dez anos assisti-se ao ato e dissesse o quanto o desejava. Mais tarde sugeriu ter uma criança com a fã para depois violá-la e mostrar a filha da mulher como é que se fazia.

Quando o músico foi detido em dezembro do ano passado, esta fã mostrou à polícia as conversas online que manteve com Ian Watkins, confessando sentir-se "aliviada" pela detenção do vocalista dos Lostprophets.

A banda anunciou há pouco tempo o seu fim, após conhecer as acusações que Ian Watkins enfrentava. Desde a sua formação, nos anos 90, os Lostprophets venderam 3,5 milhões de álbuns, o último dos quais foi editado em abril.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG