Última largada de touros faz seis feridos

Chegam hoje ao fim as festas em honra a San Fermin que se realizam em Pamplona, no norte de Espanha. A última largada de touros, ocorrida hoje pela manhã, provocou seis feridos. Dois deles estão em estado grave.

Ao último dia de largadas, que se realizaram todos os dias entre 7 e 14 de julho, de manhã cedo, o registo de feridos aumentou. Só hoje foram seis as pessoas socorridas pelo Centro Hospitalar de Navarra, três atingidas por cornadas, das quais duas foram sujeitas a operação cirúrgica e encontram-se em estado grave. Segundo o jornal ABC, esta foi a corrida "mais perigosa" das festas de San Fermin 2014.

Também na primeira largada deste ano, cinco pessoas ficaram feridas em apenas dois minutos e meio de corrida. Um dos feridos foi atingido por uma cornada de um touro, os outros sofreram traumatismos no meio da confusão.

Todos os anos, entre 6 e 14 de julho, as ruas da parte velha da cidade enchem-se de milhares de pessoas vestidas de branco e de lenços vermelhos. O elevado número de feridos já é habitual, no entanto, ano após ano, os festejos repetem-se e sempre com grande adesão, incluindo de estrangeiros vindos de várias partes do mundo.

Como habitualmente, os festejos começaram dia 6, ao meio-dia em ponto, com o lançamento do foguete da sacada da sede do governo municipal, e terminarão hoje, à meia-noite, com a tradicional canção de despedida "Pobre de Mí". A atividade mais famosa (e mais sangrenta) é a largada de touros, onde os animais e a multidão correm durante três a quatro minutos, ao longo de um percurso de 849 metros, por três ruas do centro histórico de Pamplona, culminando na praça de touros da cidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG