UE prepara sanções económicas à Federação Russa

A União Europeia (UE) está a preparar-se para aplicar sanções económicas à Federação Russa pela sua implicação na crise na Ucrânia, anunciou a Comissão Europeia na noite de sexta-feira.

O presidente da Comissão, José Manuel Durão Barroso, confirmou que o órgão tinha "adotado propostas legislativas sobre as medidas".

Em comunicado, sublinhou que "a decisão final pertence agora aos Estados membros da EU".

Considerando o conjunto proposto como "eficaz, bem focado e equilibrado" e que "permite toda a flexibilidade necessária para adaptar a reação [da UE] às evoluções no terreno", apelou à Federação Russa para "tomar todas as medidas decisivas para acabar com a violência e comprometer-se verdadeiramente nas discussões de um plano de paz".

Barroso disse ainda "esperar que os Estados-membros cheguem a acordo sobre este pacote na próxima semana".

O conjunto de propostas articula-se em toro de quatro domínios: acesso aos mercados financeiros, embargo de venda de armas, tecnologias sensíveis e material de uso duplo, civil e militar.

Uma das primeiras medidas consistiria em cortar os financiamentos dos bancos russos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG