Tribunal Penal Internacional retoma julgamento de Mladic

O Tribunal Penal Internacional para a Ex-Jugoslávia (TPIJ) retoma hoje o julgamento do ex-líder militar servio-bósnio Ratko Mladic, acusado de crimes de guerra e de crimes contra a humanidade durante a guerra na Bósnia (1992-1995).

O ex-general, de 70 anos, é acusado do genocídio pela morte de cerca de 8 000 muçulmanos no enclave de Srebrenica, em 1995, que estava, então, protegido por 'capacetes azuis' holandeses.

Depois de ser adiado duas vezes, o processo será retomado com o início da apresentação da acusação.

O julgamento começou com a abertura das declarações do procurador a 16 de maio e irá prosseguir até 20 deste mês, altura em que o tribunal irá entrar de férias por três semanas, refere a agência noticiosa Efe. Durante esse tempo, os promotores podem apenas chamar as testemunhas que não estejam relacionadas com os materiais que foram mostrados à defesa.

A data prevista para interrogar o acusado e apresentar as primeiras provas era 29 de maio, mas foi adiada, primeiro até 15 de junho e em seguida até 9 de julho. A defesa chegou a pedir até seis meses de atraso no julgamento mas os magistrados rejeitaram a proposta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG