Três mortos após colisão entre dois navios

Guarda Costeira holandesa informou que três pessoas morreram no naufrágio.

Três pessoas morreram na sequência da colisão de dois navios, esta quarta-feira no Mar do Norte, perto da costa de Roterdão, informou a Guarda Costeira, que anteriormente tinha dito que 11 pessoas estavam desaparecidas. Mais tarde revelou que existiam oito desaparecidos.

"Posso confirmar que encontramos três vítimas. Oito pessoas continuam desaparecidas do Baltic Ace. Conseguimos salvar 13", disse à Agência France Presse (AFP) Marcel Oldenburger, porta-voz da Guarda Costeira.

"Um helicóptero está no local e dois navios de resgate estão a caminho, enquanto outros navios na área estão também a ajudar também", disse anteriormente à AFP Peter Verburg, da Guarda Costeira Holandesa.

A colisão deu-se cerca das 19.15 locais (18.15 em Portugal), quando o navio das Bahamas Baltic Ace e o cipriota Corvus J chocaram, a 100 quilómetros de Roterdão.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.