Schäuble compara invasão da Crimeia a métodos nazis

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, comparou esta segunda-feira a anexação da Crimeia pela Rússia à anexação dos Sudetas pelas tropas nazis de Adolf Hitler, segundo avançou a edição online da revista alemã "Der Spiegel".

"Hitler tinha utilizado estes métodos nos Sudetas", afirmou Schäuble perante uma plateia de estudantes que se reuniram em Berlim para um debate sobre a Europa. O ministro das Finanças alemão disse que o presidente russo, Vladimir Putin, usou os mesmos argumentos que os nazis quando justificou a anexação da Crimeira com a defesa dos cidadãos russos ameaçados na Ucrânia. Em nome do pangermanistmo, Hitler invadiu e anexou a região dos Sudetas, em 1938, na Checoslováquia, afirmando querer libertar os alemães da opressão checa.

Também esta segunda-feira, quando questionada durante uma conferência de imprensa sobre as comparações da anexação da Crimeira pela Rússia com as ações de Hitler, a Chanceler alemã Angela Merkel não quis entrar em polémicas, afirmando que "considero a anexação da Crimeia um caso único", adiantando que "esta foi claramente uma violação do direito internacional".

Schäuble não é o primeiro político que compara as ações russas com as da Alemanha nazi. Recentemente, a ex-chefe da diplomacia norte-americana, Hillary Clinton, tinha comparado a intervenção russa com as invasões nazis da década de 1930.

A anexação do território dos Sudetas (na Checoslovaquia) pela Alemanha nazi, resultou do Pacto de Munique, celebrado na cidade alemã com o mesmo nome, a 29 de setembro de 1938, entre a Alemanha, a Itália, a França e o Reino Unido.

Os líderes alemães locais acusavam o governo checo de discriminar o povo sudeta, maioritariamente alemão.

Para tentarem evitar a guerra, a França e o Reino Unido aceitaram as exigências de Hitler em relação aos Sudetas, permitindo a sua anexação, com a condição de Hitler não reivindicar mais nenhum território europeu. Isso não se veio a verificar, nem os dois países conseguiram evitar a guerra que mais tarde se abateria sobre toda a Europa. Com efeito, em março de 1939 os alemães invadiram a Checoslováquia, a 23 de Agosto a União Soviética assinou um Pacto de Não-Agressão com a Alemanha e a 1 Setembro, os nazis invadem a Polónia, arrastando a França e o Reino Unido para a Segunda Guerra Mundial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG