Quatro feministas despem-se durante o Angelus do Papa

Quatro militantes do movimento Femen, defensor dos direitos das mulheres e dos homossexuais, despiram-se hoje na praça de São Pedro, no Vaticano, em Roma, enquanto o Papa Bento XVI recitava o Angelus. Foram detidas, constatou um fotógrafo da AFP.

As quatro mulheres colocaram-se ao lado da árvore de Natal que está na praça, junto à basílica de São Pedro. Depois, quando o Papa surgiu à janela, para o Angelus, puseram-se em tronco nu e assim permaneceram, durante alguns momentos.

No corpo levavam escritas palavras de ordem como "Cala-te" ou "Nos 'Gay' Nós Confiamos", numa alusão à frase "Em Deus Nós Confiamos", que tem uso oficial nos Estados Unidos.

A ação de protesto das Femen durou alguns minutos e as ativistas foram de imediato interpeladas pelas autoridades.

As Femen são conhecidas, desde 2010, pelas suas ações em "topless" na Rússia, na Ucrânia ou, ainda, em Londres. Em setembro, em Paris, abriram aquilo a que chamaram um "centro de treino" para o novo feminismo". Estas feministas militam igualmente contra a corrupção e em defesa da democracia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG