Putin indignado com forma como os media noticiaram morte de Kadhafi

O primeiro-ministro russo condenou a forma como os meios de informação mundiais noticiaram a morte do antigo líder da Líbia, Muammar Kadhafi.

"Quase toda a família de Kadhafi foi assassinada. Todos os canais mundiais exibiram o seu cadáver. É impossível ver isso sem aversão! O que é isso? E mostram o homem todo coberto de sangue, ferido, ainda vivo e a ser linchado. E tudo isso repetem nos canais", declarou Putin numa reunião do Conselho Coordenador da Frente Popular Unida da Rússia.

"Não existe semelhante coisa na moral de nenhuma das religiões mundiais. Nem no cristianismo, nem no judaísmo, nem entre os muçulmanos há explicações para fazer isso desaguar nos meios de informação", acrescentou o chefe do governo russo na reunião com os dirigentes da organização que irá apoiar a sua candidatura ao cargo de Presidente da Rússia.

Para Vladimir Putin os jornalistas deverão ponderar antes de mostrar imagens do tipo. "No seio da própria comunidade [jornalística], as pessoas compreendem o que fazem e que são moralmente responsáveis. Antes de tudo, moral", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG