Putin e Poroshenko apelam ao fim dos combates

O Presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo ucraniano, Petro Poroshenko, apelaram hoje ao fim dos combates entre as forças em confronto na Ucrânia, durante um breve encontro durante as cerimónias do Desembarque na Normandia.

"Na sequência de um breve diálogo, Putin e Poroshenko pronunciaram-se pelo fim o mais rapidamente possível do derramamento de sangue no sudeste da Ucrânia", declarou Dmitri Peskov, o porta-voz de Putin citado pelas agências noticiosas russas.

Os dois responsáveis também de pronunciaram pelo "fim das ações armadas dos dois lados, quer do lado das forças armadas ucranianas quer dos apoiantes da federalização da Ucrânia", acrescentou.

Segundo os 'media' franceses, o encontro, que se prolongou por 15 minutos, ocorreu antes do almoço oficial, no âmbito das celebrações do 70º aniversário do "Dia D", o desembarque das forças aliadas na Normandia na fase final da Segunda Guerra Mundial.

Dezenas de chefes de Estado, incluindo o anfitrião e Presidente francês François Hollande, o seu homólogo dos EUA Barack Obama e a chanceler alemão Angela Merkel participam nas cerimónias.

Na reunião, que decorreu na véspera da tomada de posse de Poroshenko no parlamento de Kiev, os dois responsáveis abordaram a possibilidade de um cessar-fogo" nos "próximos dias", de acordo com os círculos próximos de Hollande.

Fontes da presidência francesa asseguraram ainda que Moscovo vai enviar no sábado um embaixador a Kiev.

Exclusivos