Putin e Porochenko discutem formas para acalmar tensões

O novo Presidente ucraniano, Petro Poroshenko, apresentou hoje ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, um plano para acalmar as tensões na região leste da Ucrânia, palco de uma insurreição separatista pró-russa, divulgou o Kremlin.

A Presidência russa informou que os dois líderes mantiveram uma conversa telefónica.

"O Presidente ucraniano apresentou a Vladimir Putin o seu plano de resolução da situação no sudeste da Ucrânia", afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, citado pelas agências russas.

"Os dois Presidentes também discutiram o desenvolvimento de relações bilaterais", acrescentou o mesmo porta-voz.

É a primeira vez que o Kremlin relata uma conversa entre Putin e Poroshenko, que tomou posse como Presidente da Ucrânia no passado dia 07 de junho.

Os dois governantes tiveram na semana passada um primeiro contacto durante as cerimónias do 70.º aniversário do desembarque das forças aliadas na Normandia (França) durante a Segunda Guerra Mundial.

Do lado ucraniano, o gabinete de Poroshenko disse que os dois líderes mantiveram uma conversação "substancial e demorada", durante a qual discutiram os passos necessários para "resolver a situação por meios pacíficos".

A divulgação desta conversa ocorre no mesmo dia em que Kiev denunciou que uma coluna de blindados russos cruzou a fronteira entre a Rússia e a região separatista de Lugansk (leste da Ucrânia).

Também hoje Moscovo anunciou que vai apresentar ao Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução sobre a Ucrânia, no qual irá propor um cessar-fogo na região leste do território ucraniano.

"A Rússia está preocupada com a ausência de progressos nos esforços para acabar com a violência e as ações militares" nas regiões separatistas de Donetsk e Lugansk, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, numa conferência de imprensa, realizada em Moscovo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG