Putin acusa EUA de 'hooliganismo' por imprimirem dólares

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, acusou hoje, segunda-feira, os EUA de "hooliganismo" por injectarem dinheiro na economia e imprimirem dólares.

"Graças a Deus, ou infelizmente, nós não imprimimos a divisa de reserva, mas o que estão eles a fazer? Estão a comportar-se como 'hooligans', ligam as máquinas e atiram com [a divisa] por todo o mundo, quando resolvem os seus problemas urgentes", afirmou Putin, citado pela agência RIA Novosti, durante um encontro da Academia russa das Ciências.

Os comentários de Putin seguem-se à finalização do processo denominado QE2, segundo o qual a Reserva Federal norte-americana comprou 600 mil milhões de dólares em títulos do Tesouro.

O défice norte-americano atingirá este ano 1,2 biliões de dólares (841 mil milhões de euros) e se o Congresso não autorizar antes de 2 de Agosto o aumento da dívida além dos 14,3 biliões (10,02 biliões de euros) agora permitidos, os Estados Unidos entram em incumprimento nos seus pagamentos.

A directora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, alertou já para as "consequências devastadoras" de um eventual incumprimento dos Estados Unidos da América face aos compromissos com os seus credores sobre a economia norte-americana e mundial.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG