Presidente russo assinou decreto sobre reabilitação dos tártaros da Crimeia

O Presidente russo, Vladimir Putin, anunciou hoje que assinou um decreto sobre a reabilitação dos tártaros da Crimeia, grupo étnico acusado de colaboração com a Alemanha nazi e exilado por Estaline.

"Informo que assinei um decreto sobre a reabilitação dos tártaros da Crimeia, e dos arménios, alemães, gregos, todos os que sofreram a repressão estalinista", disse Putin no início de uma reunião do governo.

Os tártaros da Crimeia, que representam cerca de 12% da população da península do sul da Ucrânia, boicotaram maioritariamente o referendo de 16 de março que levou à anexação da Crimeia pela Rússia.

No final da II Guerra Mundial, os tártaros foram deportados em massa para a Ásia Central pelo regime estalinista, que os acusou de colaboração com os nazis.

A comunidade só foi autorizada a regressar à Crimeia depois do fim da União Soviética, obtendo a cidadania ucraniana após a independência do país, em 1991.

MDR // JMR

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG