Porta-voz do Presidente do Daguestão assassinado

Garun Kurbanov, porta-voz do Presidente do Daguestão, república do Cáucaso do Norte russo, e o seu motorista foram hoje assassinados a tiro, informaram autoridades policiais citadas pelas agências russas.

"O incidente ocorreu cerca das 08.15 horas de Moscovo (05:15 horas em Lisboa) na rua Montachov. Desconhecidos abriram fogo contra o automóvel de Kurbanov. O funcionário e o seu motorista morreram", declarou uma fonte policial citada pela Ria-Novosti. Segundo precisou a fonte, Kurbanov foi abatido quando saía de casa e se dirigia para o automóvel. Quanto à causa do assassinato, Vladimir Markin, porta-voz do Serviço de Investigação da Rússia declarou: "os investigadores estudam todas as versões possíveis, mas a prioridade é dada à atividade profissional de Kurbanov". Normalmente, esses assassinatos são atribuídos à guerrilha separatista islâmica que atua no Cáucaso do Norte.

Garun Kurbanov nasceu em 1962. Considerado um profundo conhecedor do Cáucaso, trabalhou, entre 2000 e 20004, no Ministério da Imprensa, Televisão e Meios de Comunicação da Rússia. Em 2008, passou a ocupar o cargo de ministro para Política Nacional, Informação e Relações Externas do Daguestão e, em Marco passado, foi nomeado chefe do serviço de informação do Presidente dessa república do Cáucaso russo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG