Polícia faz buscas na casa de família assassinada

Uma equipa forense está hoje a realizar buscas na casa da família britânica assassinada nos Alpes franceses, procurando pistas para os motivos do crime conhecido na quarta-feira.

A polícia montou um cordão de segurança em torno da casa em Claygate, Surrey, localidade a cerca de 25 quilómetros a sudoeste de Londres.

Fontes policiais adiantaram que os investigadores vão examinar desde objetos pessoais ao conteúdo dos computadores numa tentativa de encontrar pistas que possam levar à identificação do autor ou autores do quádruplo homicídio.

Apesar de a polícia francesa ter deslocado para o Reino Unido uma equipa de quatro agentes, as agências internacionais adiantam que de momento os elementos franceses não estão a participar diretamente nas buscas.

O corpo de Saad al-Hilli, engenheiro britânico de origem iraquiana, de 50 anos, foi descoberto na quarta-feira dentro do carro numa estrada florestal de Chevaline, próximo do lago de Annecy, onde passava férias com a família.

No interior do carro foi encontrado ainda o cadáver da sua mulher e o de uma outra mulher mais idosa de nacionalidade sueca, que se julga ser a sogra, segundo os dados preliminares da investigação.

No exterior estava o corpo de um ciclista francês, ao que tudo indica uma vítima colateral do que as autoridades suspeitam ser uma execução.

Duas crianças, filhas do casal, de quatro e sete anos, sobreviveram, uma delas tendo sido gravemente ferida na cabeça.

No âmbito da investigação aberta em França, o irmão do engenheiro, Saad al-Hilli, será ouvido como testemunha no Reino Unido.

O homem, que na quinta-feira se apresentou numa esquadra britânica para saber notícias sobre o seu irmão, reconhecendo a existência de um diferendo financeiro entre ambos, será ouvido, assim como "todos os que conheciam as vítimas", segundo fonte oficial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG