Polícia detém dezenas de apoiantes de Alexei Navalny

A polícia russa deteve hoje cerca de 40 pessoas num protesto no centro de Moscovo contra a condenação do advogado e blogger russo Alexei Navalny a cinco anos de prisão, informam as organizações de defesa dos direitos do homem.

Alexei Navalny, 37 anos, advogado e 'blogger' que se tornou conhecido por revelar casos de corrupção e que liderou o movimento de protesto contra o presidente Vladimir Putin, foi condenado a cinco anos num campo de trabalho por desvio de dinheiro, condenação que já foi criticada pela União Europeia, Estados Unidos, Alemanha, França e Reino Unido.

"Ao lado da Praça Manejnaia foram detidas 38 pessoas ao todo", informou a Organização Não Governamental russa "OVD-Info", enquanto a polícia ainda não adiantou números.

Manifestantes em várias ruas do centro de Moscovo disseram, por telefone, à agência Lusa, que o número de detidos "deverá ser maior".

Segundo dirigentes da oposição ao Presidente Vladimir Putin, a manifestação de protesto reuniu cerca de dez mil pessoas, maioritariamente jovens, enquanto a polícia fala em cerca de dois mil e quinhentos manifestantes.

Entretanto, a Procuradoria-Geral da Rússia, que pediu a detenção de Alexei Navalçny logo após a condenação pelo tribunal de primeira instância, proposta que o juiz aceitou, veio, ao fim da tarde, defender que o advogado e blogger, que tem denunciado numerosos casos de corrupção no país, pode sair em liberdade até que o apelo dos advogados de defesa seja julgado por instâncias superiores.

O Tribunal de Kirov vai reunir-se na sexta-feira para analisar o pedido da Procuradoria-Geral e Navalni poderá sair em liberdade condicional no mesmo dia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG