PM norueguês afirma que a democracia está mais forte

A democracia na Noruega saiu mais forte ao superar os ataques que mataram 77 pessoas no dia 22 de julho de 2011, disse o Primeiro Ministro norueguês Jens Stoltenberg, em entrevista citada pela AFP.

"A Noruega está agora mais rica em democracia e diversidade do que a 22 de julho de 2011", declarou Stoltenberg ao diário alemão Süddeutsche Zeitung. Após os atentados em Oslo e na ilha de Utoya muitas pessoas envolveram-se em organizações políticas e associações juvenis. O número de membros nunca foi tão alto como neste momento, afirmou o chefe do Governo.

A democracia é "a arma mais importante na luta contra a violência", acrescentou. A nação, que é conhecida pela sua tolerância e qualidade de vida, viveu um verdadeiro pesadelo pelas mãos do extremista de direita Anders Behring Breivik.

O homem de 33 anos fez explodir uma bomba perto da sede do Governo em Oslo, provocando oito mortos e 30 feridos e atacou um campo de verão da juventude do Partido Trabalhista, no poder, matando a tiro 69 jovens. Breivik foi preso cerca de uma hora depois do atentado e declarou-se inocente. Foi julgado e aguarda sentença, que será lida no dia 24 de agosto.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG