Passageiro que caiu de avião pode ser angolano

O homem que em setembro caiu do trem de aterragem de um avião no aeroporto de Heathrow, em Londres, poderá ser angolano, acredita a polícia britânica, que fez um retrato-robô para tentar identificá-lo.

O corpo do homem, que se acredita ser passageiro clandestino de um avião, foi encontrado a 9 de setembro numa rua do subúrbio londrino de Mortlake, cerca de 15 quilómetros a leste de Heathrow, diretamente sob a principal rota de chegada de aviões.

As perícias concluíram que o homem morreu de múltiplos ferimentos e a polícia procura agora identificá-lo para poder informar a família.

As autoridades fizeram uma reconstituição da cara do homem e divulgaram-na, de forma a facilitar a identificação.

"É possível que seja de Angola porque tinha em seu poder moeda angolana e as investigações estabeleceram que um voo de Luanda, Angola, sobrevoou a zona imediatamente antes do corpo ter sido encontrado", informou a Scotland Yard.

Além disso, de acordo com a BBC, o homem tinha um telemóvel no bolso, onde terá contactos de familiares e amigos. No entanto, o aparelho estava bloqueado pelo que as autoridades já enviaram para Angola os detalhes do chip, e, mais importante ainda, o ADN, a estrutura dentária e fotografias do homem.

O homem usava calças de ganga, uma camisola cinzenta com capuz e ténis brancos, disse a polícia, adiantando que deveria ter entre 20 e 30 anos e media 1,62 metros.

Tinha ainda a tatuagem de um emblema com as letras 'Z' e 'G' no braço esquerdo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG