Parlamento limita a lei de vigilância de correios e telefonemas

O Parlamento sueco aprovou quarta-feira emendas que limitam uma nova e polémica lei que autoriza a vigilância de todos os correios e chamadas telefónicas em nome da segurança nacional.

As mudanças na lei - aprovada inicialmente em Junho de 2008- e que entraram em vigor a 01 de Janeiro, foram validadas por uma curta maioria de 158 votos a favor, 153 votos contra e uma abstenção, indicaram os serviços do Parlamento.

A lei autoriza a Agência de Escutas Militares (FRA), uma autoridade civil apesar do seu nome, a espiar todas as comunicações telefónicas e na Internet que cruzem as fronteiras suecas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG