Papa diz que Deus ama e compreende como uma mãe

Na oração do Angelus, no Vaticano, o Papa Francisco disse que Deus ama e compreende o sofrimento dos Homens como uma mãe faz com os seus filhos, retomando o tema da "maternidade" de Deus.

Diante de dezenas de milhares de fiéis presentes na Praça de São Pedro, o Papa disse que o sentimento de compaixão expresso por Cristo nos Evangelhos se refere "ao ventre materno".

"Uma mãe, de facto, sente uma reação especial ao sofrimento dos seus filhos", afirmou, concluindo "É assim que Deus nos ama."

No passado, muitos papas (como João Paulo I) evocaram a "maternidade" de Deus. Comentários que surpreenderam e que não foram bem recebidos por todos, numa instituição dominada pelo sexo masculino e onde Deus costuma ser representado com a imagem de um homem de idade.

O atual Papa ficou marcado na infância pelo testemunho de fé da mãe e da avó. As mulheres "tiveram e ainda têm um papel especial" a desempenhar para "abrir as portas do Senhor", afirmou no passado o argentino Jorge Bergoglio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG