Papa critica casais que não têm filhos "por conforto"

O papa Francisco criticou hoje a cultura do "conforto" e do "provisório", criticando os casais católicos que não têm filhos para poderem continuar a "fazer férias" ou "comprar uma casa".

"Quantos casais casam-se e sentem no seu coração, sem ousar dizer: ' enquanto houver amor, e depois, se verá'", disse Francisco na missa matinal de hoje.

O papa referiu o estado de espírito de um pai católico de hoje: "Não, eu não quero um filho pois não poderemos fazer férias, não poderemos ir a tal lugar, não poderemos comprar uma casa! (...) Nós queremos seguir o Senhor, mas só até certo ponto".

"O bem-estar anestesia-nos, tira-nos a coragem de seguir Jesus. É a primeira riqueza da cultura de hoje, a cultura do bem-estar!", lamentou.

Francisco, que celebrou a missa com o cardeal Philippe Barbarin, arcebispo de Lyon, na capela da Casa de Santa Maria, onde reside, falou de um "fascínio pelo provisório".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG