O "sósia" do Papa Francisco

O arcebispo de Valência é tão parecido com o Papa Francisco que até as crianças param na rua a olhar para ele mas, quem o conhece, diz que as semelhanças não são só físicas.

São tão parecidos que, se vestisse uma sotaina branca, Carlos Osoro, o arcebispo de Valência, poderia passar perfeitamente pelo novo Papa Francisco. Segundo o jornal espanhol "El Mundo", os dois são tão parecidos fisicamente que parecem irmãos gémeos. Mas as semelhanças não acabam na aparência física. Os que conhecem o arcebispo valenciano asseguram que tem a mesma personalidade humilde e o mesmo estilo pastoral próximo dos mais necessitados, tal como o novo Papa.

Testemunha disso é o seu amigo, o padre Ángel, fundador e presidente dos Mensageiros da Paz. "São como duas gotas de água, muito semelhantes, fisicamente, espiritualmente e nas questões pastorais. É tanto assim que até as crianças param nas ruas de Valência para lhe dizer: "senhor bispo, você parece mesmo o Papa!".

As únicas diferenças, quanto ao aspecto físico, são que Carlos Osoro é nove anos mais novo que o Papa Francisco (fará 68 anos em maio) e usa uns óculos mais modernos. De resto, são muito semelhantes, até na personalidade. São os dois afáveis, carinhosos, sensíveis, reservados, cordiais e humildes.

Algumas das características de Carlos Osoro que parecem ter sido decalcadas do novo Papa são o seu sentido de caridade levado ao extremo, o conhecimento profundo das pessoas que o rodeiam, a disponibilidade total e a misericórdia para com os mais pobres.

O serviço pastoral de Osoro em Valência tem sido considerado, de certa forma, revolucionário, assentando em três pilares fundamentais: as famílias, a ação social e os jovens. Após ter feito a maior reestruturação territorial da arquidiocese de Valência, Carlos Osoro, a quem o jornal "Levante" chama de "evangelizador", colocou em marcha uma renovação espiritual através de um plano pastoral intitulado "Itinerário Diocesano de Renovação" com um objetivo que o próprio arcebispo define como: "um tempo de renovação para que juntos tomemos consciência da nossa identidade cristã e do valor da nossa fé, para que assim possamos oferecer aos nossos irmãos o tesouro que carregamos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG