Morreu mais um manifestante ferido nos confrontos

Mais um manifestante ucraniano, que tinha ficado gravemente ferido nos confrontos com a polícia em Kiev, morreu no hospital, elevando para três o número oficial de mortos no conflito, segundo fonte oficiais em Kiev.

"Ele tinha ferimentos graves, foi submetido a várias operações, mas acabou por morrer no hospital", disse o porta-voz do departamento médico de Kiev à agência France Presse (AFP).

Segundo o partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade), a vítima chamava-se Senyk Roman, tinha 45 anos, e foi ferido gravemente nos pulmões durante os confrontos na quarta-feira com a polícia.

De acordo com os manifestantes, esta é a sexta vítima mortal nos confrontos.

Os confrontos desta semana surgem após dois meses de protesto contra a recusa do presidente da Ucrânia, Viktor Ianukovich, de assinar um tratado de associação com a União Europeia, uma decisão alegadamente tomada sob pressão da Rússia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG