Ministério do Interior investiga ataque dos Anonymous

O Ministério do Interior britânico disse estar a investigar as informações sobre um alegado ataque do grupo de piratas informáticos Anonymous à sua página eletrónica, numa ação contra os planos do governo de aumentar a vigilância na internet.

A página de internet do Ministério do Interior britânico esteve inacessível durante mais de três horas alegadamente por uma ação de protesto do grupo de piratas informáticos Anonymous, informou a BBC.

Uma mensagem no Twitter indicava que o bloqueio da rede se devia a um ato de protesto contra os planos do Governo de David Cameron de permitir o acesso da polícia aos correios eletrónicos dos cidadãos, como medida contra o terrorismo.

Outra mensagem publicada também no Twitter supostamente pelo Anonymous indicava que era um protesto contra o tratado de extradição entre o Reino Unidos e os Estados Unidos, criticado por prejudicar os britânicos.

Paralelamente, segundo a BBC, outra mensagem publicada na rede social assegurou que também tinham pirateado a página de internet de Downing Street - residência e gabinete oficial do primeiro-ministro-, cujo aceso ficou bastante lento, mas um porta-voz negou qualquer ataque.

Por sua vez, uma fonte do Ministéio do Interior disse que a situação está "a ser acompanhada de perto".

"Temos conhecimento de informações que apontam para que a página do Ministério do Interior tenha sido objeto de um protesto na internet", reconheceu o porta-voz.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG