Manifestantes lançam assalto contra edifício em Kiev

Manifestantes ucranianos lançaram esta noite um assalto contra um edifício no centro de Kiev, atualmente ocupado por membros das forças de segurança e próximo da praça da Independência, noticiou a agência francesa AFP.

Cerca de dois mil opositores concentraram-se junto à "Casa Ucraniana", onde alguns conseguiram entrar, e lançaram 'cocktails molotov' para o interior do edifício. A polícia respondeu com granadas.

A oposição recusou as propostas feitas pelo presidente ucraniano, Viktor Ianukovitch, que convidou Arseni Iaseniuk - líder do partido Baktivchtchina da opositora presa Iulia Timochenko - e Vitali Klischko - ex-pugilista e candidato à presidência - a integrarem um governo de poderes alargados, como primeiro-ministro e vice-primeiro-ministro, respetivamente.

Os dirigentes da oposição declararam, perante os manifestantes em Kiev, que pretendiam continuar o movimento de protestos até que todas as exigências sejam satisfeitas, a começar pela convocação de eleições presidenciais já este ano e não em 2015, como previsto.

Lembraram que exigiam a abolição das leis repressivas adotadas a 16 de novembro e que desencadearam uma radicalização do movimento.

Os protestos começaram há dois meses, na sequência da recusa do presidente da Ucrânia, Viktor Ianukovich, a 21 de novembro, de assinar um tratado de associação com a União Europeia, uma decisão alegadamente tomada sob pressão da Rússia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG