Malala e opositores candidatos ao Nobel da Paz

A jovem paquistanesa Mala, ícone da resistência aos talibãs, e opositores da Europa de Leste estão entre os candidatos ao Nobel da Paz 2013, para o qual as "candidaturas" devem ser entregues pelos seus "padrinhos" até hoje.

Adolescente de 15 anos, Malala Yousafsai ganhou notoriedade internacional ao sobreviver a 9 de outubro a uma bala na cabeça disparada por um talibã que a queria castigar por defender a educação das raparigas.

Desde então, a jovem tornou-se símbolo da luta obstinada contra o extremismo religioso num país onde os direitos das mulheres são muitas vezes violados.

Entre os outros candidatos já conhecidos encontram-se nomes já antes nomeados e que defendem os direitos humanos em países onde estes são muitas vezes violados, como o bielorrusso Ales Beliaski, atualmente detido, e a russa Liudmila Alexeeva.

Classificada como a última ditadura da Europa pela Administração de George Bush filho, a Bielorrússia é liderada pelo Presidente Alexandre Lukashenko. E nos últimos tempos as notícias vindas daquele país dão conta de um aumento da repressão.

Já na vizinha Rússia, as autoridades também fizeram de 2012 o ano de maior repressão contra a sociedade civil desde a queda da URSS, segundo a Human Rights Watch.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG