Líderes devem mostrar que há "luz no fundo do túnel"

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, disse hoje em Bruxelas que os líderes europeus devem mostrar aos cidadãos que "há luz no fundo do túnel" e que os sacrifícios que lhes estão a ser pedidos não são em vão.

"Como podemos pedir aos nossos cidadãos que aceitem as duras decisões de consolidação orçamental se não lhes mostrarmos que os nossos líderes estão também dispostos a investir no nosso futuro comum?", questionou o presidente do executivo comunitário, na sessão de abertura de uma conferência de dois dias em Bruxelas sobre o orçamento da União Europeia pós-2013.

Sustentando que a União Europeia não pode ter uma dupla abordagem de resolução da crise, para depois esperar um "milagre" de crescimento, Durão Barroso disse que o combate à crise tem de incluir medidas que estimulem o crescimento, e apontou que o orçamento comunitário plurianual 2014-2020, sobre o qual a sua Comissão já colocou uma proposta em cima da mesa, pode dar "um verdadeiro contributo para o crescimento e prosperidade", através de investimentos em áreas-chave.

"É preciso mostrar aos cidadãos que há esperança, que há luz no fundo do túnel, que há soluções", afirmou.

Vincando que esta conferência sobre o próximo orçamento comunitário ocorre em vésperas de "um dos Conselhos Europeus mais críticos da história da União Europeia", José Manuel Durão Barroso disse que é altura de serem tomadas decisões políticas que reforcem a confiança.

O responsável acrescentou estar confiante que já domingo os 27 mostrem "vontade política" e "compromisso" sobre diversas matérias, designadamente de defesa da Zona Euro, e depois revelem abertura nas negociações sobre as chamadas "perspectivas financeiras" 2014-2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG