Jovanka Broz, a viúva de Tito foi hoje sepultada

Jovanka Broz, a viúva do falecido líder jugoslavo Josip Broz Tito, foi hoje sepultada, em Belgrado. Após ter vivido em total isolamento durante por 30 anos, Jovanka Broz foi enterrada ao lado do marido e com honras de Estado.

Segundo a AFP, o corpo de Jovanka Broz - que morreu no domingo, aos 88 anos, devido a um ataque cardíaco - foi sepultado na "Casa das Flores", o mausoléu onde Tito foi enterrado em 1980.

O funeral realizou-se sem cerimónia religiosa e contou com a presença de mais de quatro mil pessoas.

No final do enterro, a guarda militar disparou uma salva e, num breve elogio fúnebre, o primeiro-ministro Ivica Dacic despediu-se: "Adeus a Jovanka Broz, a primeira-dama da Jugoslávia ( ... ), o nosso orgulho ( ... ), uma mulher contra a qual cometemos pecados". " Viva a Jugoslávia", gritou no meio da multidão, onde alguns usavam condecorações da Segunda Guerra Mundial, enquanto outros agitavam a bandeira da Jugoslávia.

Foram também muitos os anónimos que quiseram estar presentes no último adeus. "Eu queria dizer adeus, como disse a Tito. Para mim, eles eram como a minha família", disse Jovanovic Minka, de 84 nos, que foi apoiante de Tito na sua juventude.

Trinta e um anos mais nova do que Josip Broz Tito, Jovanka Broz foi a sua terceira mulher. Foi colocado em prisão domiciliar, alguns anos antes da morte do líder Jugoslavo e privada dos seus direitos e documentos de identificação. Em 2009, as autoridades sérvias devolveram-lhe os seus documentos pessoais e concederam-lhe uma pensão.

Sua última aparição pública foi em maio de 1980, quando participou do funeral de Tito.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG