Jornalistas presos por foto da mulher de Khedira nua

Prisão lançou discussão sobre a liberdade de imprensa no país. Em causa está uma foto de Samir Khedira agarrado à mulher que aparece despedida, tapada pelo braço do jogador alemão, de descendência tunisina, do Real Madrid.

O diretor do jornal Attounissia Nasreddine Ben Saida, o chefe de redação Habib Guizani, e o jornalista Hedi Hidhri foram presos por a fotografia ter sido considerada imoral. A Federação Internacional de Jornalistas confirmou as identidades dos profissionais, segundo o jornal espanhol ABC, e o presidente Jim Boumelha realça que estas detenções demonstram que ainda existem "forças que se opõe à chegada de um jornalismo independente".

Também o sindicato nacional de jornalistas da Tunísia alerta para um "abuso de poder". O Ministério da Justiça do país confirma as detenções e que a investigação prossegue.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG