Quatro anos de prisão por incitar a motins na Internet

Dois jovens condenados por criarem páginas no Facebook a apelar à violência.

Dois jovens foram ontem condenados a cumprir quatro anos de prisão por terem usado o Facebook para incitar à violência durante os motins da semana passada no Reino Unido. Perry Sutcliffe-Keenan, 22 anos, foi condenado por ter criado uma página para encorajar a realização de um motim em Warrington, uma cidade entre Liverpool e Manchester. Por seu lado, Jordan Blackshaw, de 20 anos, foi o responsável pela criação da página Smash Down Northwich Town (destruir Northwich).

"A sentença reconhece como a tecnologia pode ser utilizada abusivamente para incitar a actividades criminais e envia uma forte mensagem a potenciais desordeiros sobre até que ponto as pessoas normais valorizam a segurança e a ordem nas suas vidas e comunidades", disse em comunicado um responsável da polícia de Chesire, região de onde são ambos os detidos.

Leia mais no e-paper do DN.

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".