Protestos convocados contra proclamação de Felipe VI

Madrid, A Corunha (Galiza) e as capitais de província do País Basco são algumas das cidades espanholas que acolhem manifestações e protestos em defesa de um referendo sobre a monarquia, na semana da proclamação do novo rei espanhol, Felipe VI.

Uma das principais concentrações, marcada para a Puerta del Sol às 12:00 de quinta-feira, foi convocada pela Coordenadora Republicana de Madrid, uma das organizações que se tem mobilizado nas últimas semanas em defesa de um referendo sobre o modelo de Estado.

Os responsáveis pela iniciativa pretendiam, inicialmente, realizar uma manifestação entre a Puerta del Sol e a Praça Neptuno, próximo do Congresso de Deputados, mas o protesto não foi autorizado pela Delegação do Governo devido às medidas de segurança para a proclamação.

Em comunicado, a organização critica que as autoridades não tenham proposto um trajeto alternativo, considerando que a decisão "nega o direito à manifestação num momento político chave".

Também para quinta-feira estão marcadas várias concentrações nas três capitais de província do País Basco, convocadas pela força nacionalista basca EH Bildu, que contesta diretamente a proclamação de Felipe VI.

O mesmo ocorre na cidade galega de A Coruña, onde a Comissão Pela Recuperação da Memória Histórica (CRMH) convocou um protesto contra proclamação de Felipe VI, que conta com o apoio de várias organizações políticas, sindicais e sociais galegas.

Nas últimas semanas têm-se registado vários protestos contra a monarquia e a favor de um referendo sobre o modelo de Estado, algo rejeitado pelas forças maioritárias no parlamento.

Mais de 150 mil pessoas assinaram já petições online a favor de um debate parlamentar sobre o futuro modelo de Estado em Espanha e da realização de um referendo sobre a monarquia.

Ler mais

Exclusivos