Pelo menos quatro candidatos foram detidos

Pelo menos quatro candidatos às presidenciais na Bielorrússia foram detidos na madrugada de hoje após uma manifestação de opositores que protestavam contra a reeleição esperada do presidente Alexandre Loukachenko, indicaram os seus porta-vozes.

Numa primeira fase tinha sido anunciada a detenção de dois candidatos às presidenciais. Andreï Sannikov, Nikolaï Statkevitch, Rygor Kastoussev e Vitali Rymachevskiï foram detidos, declararam os seus respetivos porta-vozes.

Vladimir Nekliaev, que se encontrava hospitalizado após ter sido severamente espancado em manifestações de opositores, foi detido no estabelecimento hospitalar por forças da ordem, revelaram os meios de comunicação social, embora esta informação não tenha sido confirmada.

As forças da ordem da Bielorrússia interpelaram violentamente, no domingo à noite em Minsk, centenas de pessoas, pondo aparentemente fim em alguns minutos a uma manifestação de milhares de opositores que protestavam contra a reeleição esperada do presidente Alexandre Loukachenko.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.