Pelo menos quatro candidatos foram detidos

Pelo menos quatro candidatos às presidenciais na Bielorrússia foram detidos na madrugada de hoje após uma manifestação de opositores que protestavam contra a reeleição esperada do presidente Alexandre Loukachenko, indicaram os seus porta-vozes.

Numa primeira fase tinha sido anunciada a detenção de dois candidatos às presidenciais. Andreï Sannikov, Nikolaï Statkevitch, Rygor Kastoussev e Vitali Rymachevskiï foram detidos, declararam os seus respetivos porta-vozes.

Vladimir Nekliaev, que se encontrava hospitalizado após ter sido severamente espancado em manifestações de opositores, foi detido no estabelecimento hospitalar por forças da ordem, revelaram os meios de comunicação social, embora esta informação não tenha sido confirmada.

As forças da ordem da Bielorrússia interpelaram violentamente, no domingo à noite em Minsk, centenas de pessoas, pondo aparentemente fim em alguns minutos a uma manifestação de milhares de opositores que protestavam contra a reeleição esperada do presidente Alexandre Loukachenko.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.