Mathieu Kassovitz também sai do país

"Eu vou sair do país como Depardieu, mas não por razões fiscais", disse o cineasta à rede de televisão francesa Canal+.

Mais uma celebridade está a pensar deixar a França. Depois de Brigitte Bardot ameaçar seguir o mesmo caminho de Gerárd Depardieu, chegou a vez do cineasta Mathieu Kassovitz anunciar: "Eu vou sair do país como Depardieu, mas não por razões fiscais".

O realizador de "La Haine" (1995) e "Rivières pourpres" (2000), de 45 anos, justificou sua decisão: "Criativamente falando, eu acho difícil continuar a trabalhar em um país que tem bloqueado o cinema".

Seu último filme, "L'Ordre et la Morale" (2011), não teve o sucesso que esperava e foi muito criticado em seu país. "Nos Estados Unidos, há impérios que são baseados em torno do cinema. Na França, temos tudo isso, mas infelizmente o público não acompanha", lamentou.

A estrela de cinema veterana , Brigitte Bardot, também ameaçou deixar o país por outros motivos que não fiscais. Recentemente saiu em defesa de dois elefantes doentes e prometeu pedir nacionalidade russa caso as autoridades francesas decidissem abatê-los.

Ler mais

Exclusivos