Juan Carlos é "exemplo" para todos os europeus

O presidente da Comissão Europeia afirmou ter recebido hoje "com emoção" a notícia da renúncia do trono por parte do rei Juan Carlos de Espanha, que considerou constituir um exemplo para todos os europeus.

"Obreiro e defensor da democracia, o Rei Juan Carlos I foi um apoiante fundamental do europeísmo e da modernidade em Espanha durante os 39 anos do seu reinado", disse José Manuel Durão Barroso, acrescentando que a Espanha atual deve muito ao monarca, uma "figura histórica".

O presidente do executivo comunitário indica, numa declaração divulgada em Bruxelas, que, "pessoalmente e em nome da Comissão", quer expressar a sua "profunda admiração" pelos valores encarnados por Juan Carlos: "representa para todos os europeus um exemplo que continua a inspirar-nos".

Por fim, Durão Barroso afirma-se "convicto de que o futuro rei Felipe VI enfrentará com grande sentido de responsabilidade as atuais necessidades de Espanha, garantindo, com a sua personalidade e a sua preparação, a continuação do trabalho do seu antecessor".

O rei Juan Carlos anunciou a sua vontade de renunciar ao trono e abrir o processo de sucessão, informou hoje o presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy.

"Sua majestade, o rei, acaba de comunicar-me a sua vontade de renunciar ao trono e abrir o processo sucessório. Os motivos que levaram o rei a tomar esta decisão é algo que sua majestade quer comunicar pessoalmente a todos os espanhóis ainda hoje de manhã", acrescentou Rajoy.

O chefe do Governo espanhol disse que encontrou o rei "convencido de que este é o melhor momento para produzir esta mudança (...) e ceder a coroa ao príncipe das Astúrias".

Numa declaração institucional inesperada, anunciada hoje de manhã, Mariano Rajoy disse ter sido contactado pelo monarca espanhol, que o iunformou que quer abdicar para o seu filho, Felipe de Borbón, que reinará como Felipe VI.

Exclusivos

Premium

Clássico

Mais de 55 milhões de euros separam plantéis de Benfica e FC Porto

Em relação à época passada, os encarnados ultrapassaram os dragões no que diz respeito à avaliação do plantel. Bruno Lage tem à sua disposição um lote de jogadores avaliado em 310,7 milhões de euros, já Sérgio Conceição tem nas mãos um grupo que vale 255,5 milhões. Neste sábado, no Estádio da Luz, defrontam-se pela primeira vez esta temporada.