Furacão Gonzalo faz um morto e perturba transportes no Reino Unido

A cauda do furacão Gonzalo causou a morte a uma mulher, atingida por uma árvore em Londres, e está a perturbar os transportes aéreos, rodoviários e ferroviários no Reino Unido.

Chamados a um dos bairros mais caros de Londres, os serviços de socorro constataram a morte de uma mulher, a primeira vítima britânica do furacão Gonzalo no Reino Unido, tendo sido atingida por uma árvore

No aeroporto londrino de Heathrow, mais de 110 voos foram cancelados, enquanto muitos comboios circulavam com atrasos um pouco por todo o país.

As rajadas de vento ultrapassavam os cem km/h durante a manhã, mas os meteorologistas prevêm um regresso à normalidade para hoje.

O Gonzalo já causara devastação nas Bermudas, por onde passara no fim de semana, depois de ter feito estragos nas Caraíbas. Com a travessia do Atlântico, perdeu, contudo, intensidade.

Ler mais

Exclusivos