Fotocópias na base das exigências

Os cerca de 36 mil jardins de infância alemães, do sector privado e público, não assinaram o acordo global sobre direitos de autor e têm, por isso, que pagar cada vez que fotocopiam textos de canções modernas, disse Bettina Müller, porta-voz da GEMA (sociedade de gestão e exploração de direitos de autor), citada pela France Press.

"De qualquer das formas, são quantidades muito limitadas, porque estas fotocópias são entregues, na maior parte das vezes, aos pais que querem cantar com as crianças durante as festas de Natal. As crianças não sabem ler e por isso não precisam das fotocópias para aprender as canções de cor", acrescentou.

Recentemente, segundo a France Press, um infantário público foi obrigado a pagar 56 euros por ano poder fazer até 500 fotocopias de letras de canções, enquanto um jardim-de-infância da igreja teve de pagar 46 euros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...