Eleição de deputados da oposição "pouco provável"

A Comissão Central Eleitoral da Bielorrússia considerou "pouco provável" que a oposição tenha conseguido eleger um deputado nas eleições legislativas de hoje.

A presidente da Comissão, Lidya Yermochina, indicou que 109 dos 110 deputados estão eleitos e citou os respetivos apelidos, sem indicar se são ou não apoiantes do presidente Aleksandr Lukachenko.

Questionada em conferência de imprensa se a oposição tinha eleito deputados, a responsável afirmou que "é pouco provável" e que "nenhuma das regiões enviou informações nesse sentido".

A Comissão divulga os nomes dos deputados porque, na Bielorrússia, não existe partido do poder mas, segundo analistas, o novo parlamento será composto exclusivamente por deputados pró-Lukachenko.

Yermochina indicou também que a taxa de participação foi de 74,3 por cento, um número contestado pela oposição, cujos observadores apontam para uma participação de 38 por cento.

Sete milhões de eleitores foram chamados hoje às urnas para eleger os 110 deputados do parlamento desta antiga república soviética, considerada o país mais fechado da Europa.

Estas eleições realizam-se dois anos depois da controversa reeleição de Lukachenko para um quarto mandato.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.