Dezenas de manifestantes feridos e detidos em Kiev

Dezenas de manifestantes ficaram hoje feridos em Kiev e outros foram detidos numa carga policial durante um protesto contra o Presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych.

De acordo com agências noticiosas e media locais, que citam testemunhas, as autoridades policiais lançaram uma operação para dispersar cerca de um milhar de jovens que permaneceram durante a noite na praça da Independência, no centro de Kiev.

Os manifestantes protestavam, desde sexta-feira, contra o Presidente ucraniano por não ter assinado um acordo de associação com a União Europeia (UE).

Testemunhas, entre as quais o deputado da oposição Andréi Shevchenko, relatam a brutalidade da polícia sobre os manifestantes, levando à hospitalização de pelo menos trinta pessoas.

"Dezenas de feridos, dezenas de detidos. A Ucrânia nunca tinha visto nada disto antes", disse o deputado.

Cerca de 10.000 ucranianos saíram às ruas na sexta-feira a exigir a demissão de Viktor Yanukovych, depois de este se ter recusado a assinar um importante acordo de associação com a UE, um primeiro passo para uma futura adesão que teria simbolizado uma fratura histórica com a Rússia.

Exclusivos