Homem detido no caso da menina de 5 anos desaparecida

A polícia anunciou que deteve, esta tarde, um homem de 46 anos por alegado envolvimento no desaparecimento de April Jones, na localidade de Machynlleth, no Reino Unido.

"Temos esperança que este indíviduo nos ajude a localizar April, que ainda está desaparecida", afirmou o superintendente Reg Bevan, da polícia de Dyfed-Powys.

Este homem, de 46 anos, foi detido esta tarde, menos de 24 horas depois de April Jones, de 5 anos, ter desparecido, em Machynlleth, País de Gales, quando brincava de bicicleta nos arredores de casa com outras crianças.

O indivíduo mora na região e é proprietário de uma carrinha semelhante àquela em que, segundo testemunhas, a menina entrou na segunda-feira pelas 19h00. A viatura está agora a ser analisada por peritos que procuram vestígios de April.

A detenção aconteceu fora da localidade e as autoridades mantêm a busca pela criança na esperança de que esta ainda está viva.

Os pais de April deveriam dar ainda hoje uma conferência deimprensa, mas esta declaração foi adiada após a detenção.

O caso está a ganhar grande mediatismo e a BBC já o compara ao desaparecimento de Madeleine McCann nas suas férias na praia da Luz, no Algarve.

As últimas pessoas a ver a pequena April Jones foram outras crianças que brincavam com ela nos arredores da sua casa e que a terão visto a entrar para uma carrinha cinzenta ou de cor clara.

O rapto terá ocorrido, de acordo com as informações divulgadas pelas autoridades, às 19h00 de segunda-feira. A menina vestia um casaco roxo até ao joelho, pólo branco que faz parte do uniforme da escola e umas calças pretas.

Durante a noite, a polícia e cerca de 200 pessoas procuraram por algum sinal de April Jones nos arredores da cidade, situada na zona central do País de Gales.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG