Hollande domina atenções na sua estreia em Bruxelas

O novo presidente francês vai centrar as atenções na quarta-feira à noite, em Bruxelas, ao participar pela primeira vez numa reunião de chefes de Estado e de Governo da União Europeia, destinada a debater formas de promover o crescimento.

François Hollande promete mesmo ser a figura da noite, até porque já anunciou que levará a Bruxelas propostas para o crescimento, incluindo a muito polémica ideia de emissão de "eurobonds", ou títulos de dívida europeia, liminarmente rejeitados pela Alemanha.

Na agenda deste encontro informal, que se prevê que se prolongue pela noite dentro, inclui-se ainda, já depois do jantar de trabalho, o debate sobre os "mais recentes desenvolvimentos na Zona Euro", que também promete animada discussão, sobretudo em torno da situação de impasse político na Grécia e das dificuldades da Espanha.

Na carta-convite endereçada na segunda-feira aos 27 chefes de Estado e de Governo, o presidente do Conselho, Herman van Rompuy, explicou que o objetivo do jantar informal por si convocado é "preparar politicamente" o caminho para as decisões de estímulo ao crescimento e emprego, a tomar na cimeira de 28 e 29 de junho.

Fontes diplomáticas indicaram que o objetivo de Rompuy é ter uma noção clara do nível de ambição dos 27 líderes europeus nos mais diversos "dossiers", assim como a União Europeia transmitir para o exterior uma mensagem de confiança e "lembrar" que está a trabalhar, desde há muito, diversas medidas no sentido de fomentar o crescimento e o emprego, a par das políticas de contenção orçamental.

Como "trunfo", os líderes poderão apresentar já hoje o acordo relativamente a um aumento de capital do Banco Europeu de Investimento, assim como o compromisso alcançado na véspera entre Conselho e Parlamento Europeu em torno das linhas gerais dos chamados "project bonds", as obrigações direcionadas para projetos específicos.

Portugal estará representado na reunião pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, que, na segunda-feira, à margem da cimeira da Nato em Chicago, disse esperar que a reunião de quarta-feira resulte num "guião mais sólido" em torno da estratégia de crescimento a ser seguida pela União Europeia.

Antes do jantar informal, com início agendado para as 19:45 locais (18:45 de Lisboa), Passos Coelho participa em Bruxelas na reunião da família política do Partido Popular Europeu, enquanto o secretário-geral do PS, António José Seguro, está presente no encontro do Partido dos Socialistas Europeus, depois de, na terça-feira, se ter deslocado ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG