Grandes bibliotecas remodeladas

Lisboa

Com projecto do arquitecto Porfírio Pardal Monteiro, as obras do edifício da Biblioteca Nacional de Portugal iniciaram-se em 1958, tendo a transferência ocorrido em 1969. Em 2007 iniciou-se a construção de uma segunda torre, com mais espaço para arquivo e uma nova sala de leitura. Assim, a sala de leitura estará encerrada de 15 de Novembro a 31 de Agosto do próximo ano.

Paris

Em Julho de 1988, o presidente François Mitterrand anunciou a construção de uma nova biblioteca para albergar todo o espólio em condições. Seguiu-se enorme polémica sobre o local, sobre o projecto, sobre a mudança. Foi escolhido o projecto de Dominique Perrault, que ganhou o prémio de arquitectura Mies van der Rohe. O actual edifício foi inaugurado em 1996. Recebe mais de três mil leitores por dia.

Londres

A Biblioteca Britânica é a maior do mundo em quantidade de itens, tendo sido criada em 1973. Antes disso, fazia parte integrante do Museu Britânico, do qual recebeu o grosso da sua existência actual. Em 1983, absorveu o Arquivo Nacional Sonoro do Reino Unido. Em 2005, mudou duas salas de leitura para o Business & IP Centre, inaugurado em 2006, e abriu um novo armazém em 2009.

Alexandria

A Biblioteca Alexandrina, no Egipto, é a sucessora da Biblioteca de Alexandria, a maior do mundo antigo, destruída no século VII. Concebida pelo atelier de arquitectos norueguês Snøhetta e construída perto do local onde se erguia a biblioteca original, foi inaugurada no dia 16 de Outubro de 2002, tendo custado 220 milhões de dólares (173 milhões de euros). Tem espaço para oito milhões de livros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG