Governo de Espanha decreta três dias de luto oficial

O governo espanhol decretou hoje três dias de luto oficial pela morte do primeiro chefe de governo da Espanha pós-Franco, Adolfo Suárez.

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, declarou à imprensa no Palácio da Moncloa que vai ser publicado na segunda-feira no Boletim Oficial do Estado um decreto determinando a observação de três dias luto oficial.

O corpo de Adolfo Suárez, que morreu hoje em Madrid aos 81 anos, vai estar em câmara ardente no Congresso dos Deputados a partir de segunda-feira de manhã e por 24 horas, segundo a EFE.

O ex-presidente do governo será enterrado no claustro da Catedral de Ávila, cidade onde nasceu em 1932, indicaram à agência fontes daquele município do centro de Espanha.

O enterro será "dentro de dias", após a celebração da missa funerária na catedral de La Almudena, em Madrid, acrescentaram.

Suárez, primeiro presidente do governo de Espanha após a ditadura de Francisco Franco (1936-1975), foi um político chave na transição pacífica para a democracia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG