Frio matou mais de 110 pessoas na Europa

Mais de 110 pessoas, das quais 20 na Roménia e nove na Polónia nas últimas 24 horas, morreram devido à vaga de frio glaciar instalada há uma semana na Europa.

As autoridades ucranianas referiram que o número de vítimas mortais resultantes das temperaturas glaciares que se fazem sentir há uma semana no país subiu nas últimas 24 horas para 63.

"Segundo informações preliminares, a causa da morte foi a hipotermia", precisou o ministério das Situações de Emergência ucraniano num comunicado.

Cerca de dois terços das pessoas que morreram foram descobertas na rua, adianta o comunicado.

Desde sexta-feira, cerca de 1.150 ucranianos pediram ajuda médica devido a enregelamentos e hipotermia e, destes, 945 foram hospitalizados.

Na Polónia, nove pessoas morreram nas últimas 24 horas quando as temperaturas desceram na última noite até aos 32 graus negativos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG