França e Roménia vão colaborar na inclusão de ciganos

A França e a Roménia agirão concertadamente junto da União Europeia para a inserção social dos ciganos e a necessária obtenção de fundos, anunciaram hoje ministros dos dois país.

Segundo uma declaração comum, "a França e a Roménia irão trabalhar em conjunto na União Europeia para conseguir o empenho da Comissão na inclusão social dos ciganos e ajudar a obter o financiamento necessário".

O ministro da Imigração francês, Eric Besson, e o secretário de Estado para os Assuntos Europeus, Pierre Lellouche, realizaram hoje uma visita à Roménia, numa altura em que Paris está a ser criticado devido à expulsão de centenas de ciganos romenos e búlgaros para os seus países.

O ministro dos Negócios Estrangeiros romeno, Teodor Baconschi, precisou numa conferência de imprensa comum que os dois países tinham acordado "um plano de acção" para "ajudar a resolver os problemas" que enfrentam.

A Roménia vai criar um novo plano de inclusão para os ciganos no quadro da sua estratégia nacional para esta minoria já em vigor.

"Estamos dispostos a ajudar nesse processo", indicou Lellouche. "Então vamos em conjunto discutir todo o plano em Bruxelas", adiantou.

Após uma troca de declarações nas últimas semanas entre Bucareste e Paris, o chefe da diplomacia romena disse hoje acreditar "ser tempo de pôr fim às polémicas estéreis".

Baconschi não quis comentar uma resolução do Parlamento Europeu que pediu hoje à França para suspender as expulsões de ciganos, preferindo falar dos projectos concretos de colaboração com Paris.

Os governantes franceses, por seu turno, rejeitaram qualquer inflexão da polícia francesa de expulsões.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG