Flores, comida e roupa de criança pagos pela empresa

O extrato bancário que o BBVA entregou ao tribunal revela todos os movimentos que a filha do rei efetuou com o cartão de crédito da empresa Aizoon.

De acordo com o jornal El Mundo, que publica amanhã a história completa mas que hoje tem já alguns detalhes no seu site oficial, o BBVA entregou documentação com todos os movimentos do cartão da Infanta Cristina ao juiz José Castro - que está com o processo de branqueamento de capitais e evasão fiscal em que Iñaki Urdangarín, o marido da filha do rei, está envolvido.

Esse extrato inclui todos os movimentos efetuados pela Infanta Cristina, desde que foi expedido até à atualidade, e mostra, segundo o jornal espanhol, que esta o usou para comprar flores, comida e roupa para as crianças.

O "El Mundo" exemplifica com uma ocasião, em que a filha do rei terá gasto 627 euros na loja de roupa infantil de luxo Bonpint de Barcelona. Existem também pagamentos efetuados ao Centro Europeo de Barcelona, especializado na organização de todo o género de excursões. Em julho de 2007, pagou 227,53 e 236,12 euros e, um ano depois, também em julho, um total de 677,21 euros.

Artigos de papelaria, música na Internet, portagens, restaurantes e flores foram outros produtos adquiridos/pagos com o cartão da empresa Aizoon, de que a Infanta Cristina detém 50%, em parceria com o marido, Iñaki, que detém a outra metade.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG