"Festa e batatas fritas" contra recorde sem governo

"A revolução das batatas fritas" contra o impasse político: mil estudantes flamengos e francófonos recorreram ao surrealismo para protestar contra o recorde mundial de dias sem governo, que agora pertence à Bélgica, um país em paz há décadas, e que antes pertencia a um país que atravessou uma guerra recentemente, o Iraque.

"Quiseram que acreditássemos que valões, bruxelenses e flamengos não podíamos viver juntos. É mentida. Não em nosso nome", protestou uma das jovens presentes na manifestação em frente ao Palácio da Justiça. "Festa e batatas fritas", gritava.

O jornal espanhol Público diz que um milhar de estudantes se concentrou perto do museu dedicado a René Magritte, pintor surrealista belga. Os estudantes entraram no ritmo do surrealismo, fazendo do protesto uma festa com cerveja, uma canção na moda e batatas fritas.

A Bélgica está sem governo há 249 dias, um impasse entre partidos flamengos e francófonos que tem sido impossível de ultrapassar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG