Exército defende aeroporto de ataques de pró-russos

O aeroporto de Donetsk estava hoje de manhã em chamas, depois de uma troca de tiros entre os rebeldes pró-russos e o Exército ucraniano, que mantém sob controlo aquela posição estratégica, relataram jornalistas da agência AFP.

Cerca das 09.30 (7.30 em Lisboa), pelo menos dois disparos de artilharia pesada - aparentemente bombardeamentos de tanques -, foram registados na zona. Uma densa coluna de fumo negro formou-se por cima do aeroporto, na altura em que estavam a ser disparados tiros de armas automáticas, revelaram os jornalistas da AFP

Donetsk, que contava com um milhão de habitantes antes do início dos combates na primavera, é a maior cidade do leste da Ucrânia nas mãos dos separatistas pró-russos, apesar de o aeroporto continuar sob o controlo do Exército ucraniano. Os combates decorrem há semanas.

Nos termos de um plano de paz assinado no sábado em Minsk entre Kiev, os rebeldes e a Rússia, deve ser estabelecida uma zona tampão de 30 quilómetros de largura ao longo da linha da frente e os combatentes devem retirar as armas pesadas da zona.

A Organização das Nações Unidas (ONU) estimou em três mil o número de mortos desde abril nas regiões orientais ucranianas de Donetsk e Lugansk, onde viviam mais de oito milhões de pessoas, antes do conflito.

O comando militar ucraniano reconheceu a existência de quase mil mortos nas suas fileiras, vinte dos quais desde a declaração de cessar-fogo, de 5 de setembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG