EUA reiteram apoio a plano de paz de Poroshenko

O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, reiterou o firme apoio de Washington ao plano de paz do Presidente ucraniano, Petro Poroshenko, numa conversa telefónica em que discutiram os mais recentes acontecimentos na Ucrânia, informou hoje a Casa Branca.

"O vice-presidente teceu elogios à liderança de Petro Poroshenko por ter conseguido cessar hostilidades e destacou que os Estados Unidos continuarão a apoiar firmemente os elementos adicionais do plano de paz" do Presidente ucraniano, refere um comunicado emitido pela Casa Branca.

Biden aludiu, em concreto, ao apoio de Washington ao desarmamento de todos os grupos ilegais, à libertação de reféns e à desocupação de edifícios governamentais, bem como ao regresso à normalidade da lei e ordem em todo o território ucraniano.

Poroshenko, por seu lado, sublinhou a importância de a Ucrânia ter o pleno controlo sobre as suas fronteiras a fim de prevenir a chegada de militantes armados e de munições, os quais continuam a atravessar a fronteira entre a Ucrânia e a Rússia.

Na passada sexta-feira, Poroshenko decretou unilateralmente um cessar-fogo de uma semana na região leste do país, cenário de combates entre forças ucranianas e separatistas pró-russos, que já provocaram centenas de mortos.

Esta medida, explicou, figura como o primeiro passo de um plano de paz com 15 pontos, que inclui, entre outras medidas, a aprovação de uma amnistia, o desarmamento das milícias e a criação de corredores seguros para que os combatentes estrangeiros possam abandonar a Ucrânia.

DM (PCR) // DM.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG