"Eu não tenho nada a ver com esse terrorista"

O pai de Anders Breivik, autor confesso dos atentados na Noruega, disse a um jornal francês não querer "falar mais" do seu filho que considerou "um terrorista", e sublinhou querer ficar em França, onde reside.

Jens Breivik, de 76 anos, foi questionado na localidade de Cournanel, em Aude (sul de França), onde reside desde que está reformado, e adiantou que as declarações ao "La Dépêche du Midi" foram a "sua última entrevista".

"Tome bem nota de que eu não tenho nada a ver com esse terrorista", disse o antigo diplomata ao jornal francês.

Já em declarações à televisão norueguesa TV", Jens Breivik tinha dito que o filho "devia ter-se suicidado (...) em vez de matar tantas pessoas". Pai e filho não se vêem há 17 anos.

"Não poderei mais regressar à Noruega", acrescentou Jens Breivik, sublinhando a sua vontade de permanecer em Cournanel, uma terra de "asilo a partir de agora".

Jens Breivik rendeu ainda homenagem à vizinhança pela protecção do "furor mediático"

Anders Behring Breivik é novamente interrogado hoje pela polícia, com base em novos dados decorrentes das investigações em curso, informaram fontes policiais.

O jovem de 32 anos, reconheceu a autoria dos atentados de sexta-feira que fizeram 76 mortos na Noruega, mas segundo o Ministério Público não será julgado antes de 2012.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG