Espanha terá mais um ano para cumprir défice

Segundo o jornal El Mundo, o Eurogrupo deverá decidir hoje que Madrid só terá de cumprir um défice de 3% do PIB em 2014 e que a meta para este ano sobe para 6,3%

O Eurogrupo deverá dar mais um ano à Espanha para cumprir o défice porçamental, noticiou o El Mundo, num artigo em que cita fontes ligadas à negociação, mas não identificadas. Sempre segundo o jornal espanhol, em 2012 Madrid terá um défice de 6,3% do PIB, em vez dos 5,3% que Bruxelas já tinha aceite. O governo de Mariano Rajoy tinha de conseguir os 3% do PIB já em 2013, mas esta meta só será cumprida em 2014, num valor de 2,8%.

Os ministros das finanças da zona euro encontram-se hoje para discutir a aplicação das decisões da última cimeira de líderes e a Espanha será o tema forte da reunião, já que os juros das obrigações a dez anos ultrapassaram hoje de novo o nível de 7%, considerado insustentável a prazo. Este aumento do risco da dívida soberana espanhola resulta de uma reação dos mercados às afirmações de responsáveis europeus, segundo os quais a recapitalização da banca será efetuada de forma direta, mas apenas no próximo ano.

A suavização das metas orçamentais é justificada pela gravidade da recessão e implicará um aumento da vigilância das medidas tomadas em Espanha. Madrid terá três meses para aplicar medidas de controlo da despesa. O El Mundo também refere a afirmação do ministro Cristobal Montoro, (Fomento e Administração Pública), que admitiu numa conferência uma possível subida do IVA em Espanha.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG